segunda-feira, 13 de setembro de 2010

Juro Que Sou Inocente!

... E ele, deitando o olhar às minhas pernas, julgando manter a discrição, disse-me: "Tímida assim? Não se casa."

... E ele era padre.

E que me caia um raio em cima e me parta em duas, se eu tive culpa.

[O Diabo provoca-me, das poucas vezes que tento reconciliar-me com Deus.]

8 comentários:

Margarida disse...

Eu acredito na tua inocência!

Beijinho :)

Sutra disse...

O diabo do diabo é tramado! :D

beijo
Sutra

*XS* disse...

Margarida,

Obrigada. Haja alguém... haja alguém.

Beijinho. :)


*

Sutra,

O diabo é tramado, mas eu também. Veremos qual de nós sai a perder. ;)

Beijo.

Vício disse...

até onde é que consideras "pernas"?

Marquês de Sade disse...

Mesmo mesmo mesmo mesmo inocente? ;)
Bjinho

*XS* disse...

Vício,

Não sejas maldoso miúdo. Ele só deve ter visto um palmo acima do joelho e contemos com um palmo pequeno que as minhas mãos não são muito grandes. O mesmo não posso dizer do decote da minha futura cunhada que, sendo generoso, também foi alvo do olhar indiscreto do enviado de Deus.

(Estes homens, padres ou não, são todos iguais!!)


*

Marquês,

Diz-me de tua justiça. Achas que aqui a XS, a pura e casta XS, teve alguma culpa?!

(Se disseres que sim, espeto-te com um processo em cima por difamação e danos morais!!!)

E viva a democracia neste blog!

Vício disse...

sim, sim... mas eu não te conheço e não sei que altura tens. por isso não sei que comprimento tem o teu femur. se for pequeno, mesmo com um palmo pequeno, ele deve ter gostado :D

*XS* disse...

Vício,

Tenho uma altura boa, e um fémur não demasiado grande. Ainda assim, também me pareceu que ele gostou. Mas eu sou demasiado casta para tamanha heresia... por agora.

:)